Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de 2013

Estágio de Natal para encerrar 2013

2013 está a terminar e mais uma vez o grupo de seleção nacional de orientação aproveitou o intervalo da época festiva para realizar um estágio.
Coruche recebeu o primeiro de muitos estágios com vista a preparação para o campeonato da Europa de orientação a realizar em meados de abril no nosso país.
Este ano infelizmente não consegui estar presente todos os dias do estágio, pois a época de exames assim o exige. Estive presente nos últimos 2 dias de estágio (fim de semana).
No rescaldo retiro muitas conclusões importantes para a minha época desportiva. Como venho afirmando nos últimos tempos os meus principais objetivos passam pela distância de sprint estando a trabalhar para tal. No entanto, não posso simplesmente deixar de parte as distâncias de floresta (média e longa), como tem vindo a acontecer.
Estou muito pouco à vontade a navegar e a correr na floresta e isso deixa-me receoso para a nova época de orientação que agora começa. Ainda há muito tempo para trabalhar, mas é preciso começar…

Dose extra de motivação...

Após ter regressado às provas de orientação, este fim de semana foi a vez de regressar às provas de atletismo. Participei no 34º Corta-Mato do Algueirão com o principal objetivo de ver como estava a correr agora que já treino regularmente e bem.
Escolhi este corta-mato acima de tudo porque sei que provas em solo algarvio são sempre muito participadas (95 atletas inscritos só na prova principal) havendo grupos para todos os ritmos e a garantia que não realizamos a prova sozinhos.
Confesso que até ao início da prova estava receoso em relação ao ritmo que conseguiria "imprimir", mas no momento da partida o espírito competitivo veio ao de cima e a vontade de fazer tudo para vencer a prova aumentou imenso. Coloquei um ritmo muito forte e possível de aguentar até final na esperança que os outros atletas acabassem por ceder.
No final saiu tudo bem e acabei por ganhar, terminando com o tempo de 15 minutos e 25 segundos os 5,08 km (distância do meu gps) o que dá média de 3'02'&#…

Campeonato Nacional Absoluto 2013

Desde que o calendário da época de orientação passou a ser de janeiro a novembro que a taça de Portugal termina com a disputa do título absoluto de orientação pedestre.

Este ano a freguesia do Couço, no concelho de Coruche recebeu este campeonato e a emotividade esteve presente até ao final da competição.
No início da época tinha definido como um dos objetivos vencer esta prova, mas a lesão e uma preparação com pouca motivação fizeram-me ajustar o objetivo para os 3 primeiros lugares.
No apuramento fiz uma prova controlada para garantir uma boa posição de partida na final. Terminei o percurso em 32 minutos e acabei por fazer o melhor tempo, o que me permitia partir em último na derradeira prova.
Comecei a final num ritmo elevado e o cansaço depressa apareceu, mas como já tinha dito no dia anterior, numa conversa com o speaker na arena, para vencer a final era preciso espírito de sacrifício. No entanto, um erro no ponto 8 custou-me muito tempo e imediatamente percebi que o pódio tinha deix…

2 Dias de Arraiolos para o regresso!

Após uma rápida recuperação estou de regresso à minha preparação para a época 2014. 
Retirei os pontos na terça-feira antes do fim de semana passado em que se realizou os "2 dias de Arraiolos" e aproveitei esta prova para regressar à atividade física. Como seria de esperar a minha forma física está muito baixa, mas percebi que os meus níveis de concentração não estão melhores. Significa isto que tenho um longo caminho a percorrer para estar ao melhor nível no campeonato da Europa.
Quanto à prova das 3 etapas programadas apenas participei na estafeta e na prova de distância média. Ambas as minhas prestações foram feitas com tranquilidade, mas não estiveram livres de erros técnicos (principalmente erros de direção).
Realçar o facto do Clube da Natureza de Alvito ter estado presente na estafeta de seniores masculinos pela primeira vez desde que eu pratico orientação. Uma equipa constituída por mim, pelo Joaquim Patrício (que sofreu muito para terminar o percurso) e pelo Prof. Nuno…

A mais longa paragem...

Todo o desporto tem destas coisas. Muitas vezes os atletas por uma razão ou por outra estão impedidos de treinar, de competir, de fazer o que mais gostam.
Eu já levo 16 anos de prática desportiva e 13 anos de atleta federado e apenas por uma vez (cerca de 1 semana) tinha ficado impedido de calçar os ténis e ir correr. Não existe uma explicação óbvia para este facto, numas situações é pura sorte noutras uma preparação adequada talvez tenha ajudado a prevenir lesões mais graves.
Acontece que no início de, seguramente, uma das mais importantes épocas como orientista já vou na quarta semana sem treinar. Ao início uma dor no joelho direito impedia-me de correr, mas conseguia fazer bicicleta e alguns exercícios onde não houvesse impactos para o joelho.
No final da semana passada (após 2 semanas de paragem) finalmente estava sem dores e podia voltar a treinar e depois competir. Decidi ir participar no troféu de orientação da margem sul na Base Naval de Lisboa para regressar ao que mais gosto de…

Pequeninos nós? Não me parece.

Num fim de semana em que se discute pela milésima vez a crise do nosso país com referência às eleições autárquicas, num domingo em que ligo a televisão e vejo canais generalistas a contribuir para a abstenção com mais uma daquelas "maratonas" estou feliz e orgulhoso por ser português.
Obviamente o motivo não é a crise ou o aparecimento de uma nova canção a fazer referência à "garagem da vizinha" mas sim ver o trabalho de atletas portugueses ser recompensado!
Falo, claro, do nosso Rui Costa, ciclista que se tornou campeão do mundo de ciclismo obtendo assim pela primeira vez este prestigiado título para o nosso país. Falo do nosso João Sousa que venceu o torneio ATP250 de Kuala Lumpur, sendo o primeiro português a vencer um torneio do circuito mundial de ténis.
Falo de muitos outros atletas que se esforçam diariamente para atingir os seus objetivos e com isso elevar o nome do nosso país.
Alertar todas as pessoas que durante estes últimos dias os únicos acontecimentos des…

De regresso...

Depois de ter regressado do campeonato do mundo na Finlândia foi tempo para descansar e pensar no que correu bem e mal durante a época de forma a melhorar nesta nova época de treinos.
Entre idas à praia, barragem, piscina e diversão com amigos de infância a atividade física continuou a estar presente mas de forma diferente. Como é hábito aproveito o verão para praticar (ou pelo menos tentar) desportos que habitualmente não pratico, exemplo disso são a natação, o futebol e o ténis.
Esta semana estou de regresso à rotina lisboeta dividida entre aulas no Técnico, estudo, treinos e competições. O treino já leva cerca de um mês com o objetivo de preparar o campeonato da Europa de orientação a realizar em Palmela no próximo mês de abril e o campeonato do mundo 3 meses depois em Itália. Sei que para alcançar estes objetivos é preciso trabalhar e para obter excelentes resultados (caso a minha participação se venha a confirmar) é preciso trabalhar muito!
Mas por agora é tempo de aproveitar as últi…

First WOC: Done!

Está feita a minha estreia no mundo da elite mundial de orientação e analisando-a posso afirmar que entrei com o pé direito!

Apesar de já ter estado como espetador mais do que uma vez no campeonato do mundo de orientação este ano foi a primeira vez que vive o WOC por dentro. Viver toda a atmosfera do campeonato como atleta é bem diferente, a pressão é bem maior e a necessidade de mostrar a todos que não somos apenas mais um a participar é grande!
A minha preparação sempre foi feita com foco no sprint e era nessa distância que queria atingir a final já na distância média um lugar no top-20 da qualificatória era bastante satisfatório tendo em conta as dificuldades do terreno.

Dia 8 de Julho é mais um dia que fica no meu registo, o dia da estreia no campeonato do mundo de orientação e o dia em que atingi a minha primeira final. Não podia desejar melhor começo! 

Fazendo uma análise de todas as 3 provas concluo que em nenhuma das ocasiões fiz provas perfeitas. Em ambas as qualificatórias senti…

Tudo pronto para o WOC2013

Desde a passada quarta-feira que eu e a restante seleção portuguesa de orientação pedestre estamos na Finlândia para participar em mais um campeonato do mundo da modalidade. Toda a preparação está feita e resta agora esperar pela competição para dar o nosso melhor de forma a cumprir todos os objetivos que apontámos.
Estes dias são passados da forma mais descontraída possível, fazendo os model events e a fazer o tradicional trabalho de analisar toda a informação disponível para tentar ter uma ideia de como vão ser os percursos, entre outras informações relevantes. O local onde estamos instalados até ao momento não nos pára de surpreender. Os proprietários da casa, que também são nossos vizinhos, são umas pessoas muito hospitaleiras e simpáticas e adoram fazer churrascos connosco! =) Momentos de descontração fazem sempre falta, mas tentar comunicar com senhores e senhoras que não falam inglês é sem dúvida uma aventura hilariante. Contudo estranhamente entendemo-nos estranhamente bem.
Quanto…

Jämsä - Jukola 2013

Após uma excelente semana a preparar o campeonato do mundo em Vuokatti a viagem à Finlândia não podia terminar da melhor maneira senão com a minha estreia na Jukola, estafeta de 7 elementos que muitos consideram a melhor prova por equipas do mundo da orientação sendo também a mais participada!

Como não tenho nenhum clube nórdico e era a minha estreia, participei pela modesta equipa do Rapalan Kunto, uma equipa que tem como principal objetivo ficar nas primeiras 500 equipas das cerca de 1700 que alinham à partida.
Realizei a primeira pernada e passei por a experiência de partir em massa e quando recordo o momento da partida só me vem uma palavra à cabeça: espetacular!
Entrar na floresta inserido num grupo gigantesco de atletas é algo de extraordinário, no início é muito difícil acompanhar o grupo e ler o mapa ao mesmo tempo mas com o passar do tempo uma longa fila de atletas é formada e naturalmente os mais rápidos comandam essa fila e é necessário adoptar uma orientação muito grosseira (…

Vuokatti: onde nunca é de noite!

Desde sábado que eu e os restantes selecionados (Tiago Aires, Diogo Miguel, Miguel Silva e o técnico Bruno Nazário) para o campeonato do mundo que estamos em Vuokatti - Finlândia a preparar a competição que vai ter lugar neste mesmo local daqui a 3 semanas.
Um lugar simplesmente magnífico onde nesta altura do ano não tem um único minuto de escuridão, o que me faz um pouco de confusão, principalmente, quando são horas de ir descansar e olho para a janela e vejo o sol ainda a bater em algumas árvores na encosta da montanha.

Quanto aos terrenos não são totalmente como eu havia imaginado. Os que mais me surpreenderam foi os terrenos da distância média onde é muito difícil progredir e a floresta fechada dificulta a navegação e atira-me para fora da minha zona de conforto, apesar de ter vindo a melhorar de treino para treino as minhas performances. Os terrenos da distância longa são muito semelhantes a muitos terrenos de dunas em Portugal onde permite correr bem e navegar por o relevo sem mui…

Entrada na reta final...

No início da época todos os atletas definem os seus objetivos e os meus passavam, principalmente, por estar presente no campeonato do mundo de orientação (WOC) e obter um bom resultado no sprint, mas também por melhorar alguns dos meus registos pessoais e tornar-me muito mais constante na vertente técnica.

No passado dia 15 divulgada a convocatória para o WOC foi com enorme alegria que vi o meu nome escrito nela, está assim cumprindo parte do objetivo da época e a possibilidade de lutar para obter bons resultados na elite da orientação mundial.

Vou estar presente na Finlândia no final de uma época onde melhorei importantes marcas. Após ter feito 31'48'' nos 10 000 m, estabeleci o meu recorde pessoal nos 10 km estrada com o tempo de 31'56'' na 20º Corrida Cidade de Vendas Novas (resultados), estabeleci o tempo de 15'25'' nos 5 000 m e alcancei o meu primeiro título como sénior ao sagrar-me campeão nacional de sprint. Contudo, as dificuldades técnicas e…

Campeonato de Portugal de 10 000 m

Após algum tempo a adiar a minha participação numa prova de 10 000 m decidi finalmente ir experimentar a sensação de dar 25 voltas à pista de atletismo.

A minha estreia teve lugar na pista de atletismo de Febres, Cantanhede em ocasião do campeonato de Portugal de 10 000 m e fiquei satisfeito com a minha prestação. Realizei os 10 000 m em 31'48,5 (média de 3'11''/km) o que demonstra que esta época estou bem fisicamente. No entanto, durante a prova senti-me um pouco pesado e sem um andamento fluído sobretudo quando ultrapassei o marco dos 5 000 m. Isto deve-se, sobretudo, a esta época estar a trabalhar mais a força em relação à técnica de corrida. Facto que não me deixa aborrecido uma vez que o meu desporto de eleição é a orientação, onde a força é um fator mais preponderante.
Quanto ao resultado terminei em 12º na geral e 2º Sub-23 a 1'49'' do vencedor. Podem consultar os resultados aqui.
Para a semana irei percorrer outra vez 10 km, mas desta vez na estrada e n…

Campeonatos Nacionais de Distância Longa e Sprint

Praia do Osso da Baleia Norte e Buarcos receberam, no fim de semana, os primeiros campeonatos nacionais de orientação pedestre 2013 assim como os primeiros campeonatos em que eu participo no escalão máximo da orientação nacional (homens elite). 

Como tal estava um pouco ansioso e isso notou-se logo no início da prova de distância longa, onde perdi tempo nos primeiros pontos (nomeadamente no 3 e 6) que fez com que eu já fosse com algum atraso para lutar pelo título. Já na parte final (ponto 23) acabei mesmo por ficar arredado das medalhas! Terminei assim no 4º lugar, numa prova que teve como vencedor o Manuel Horta seguido de Diogo Miguel e Paulo Franco, respetivamente. No domingo realizou-se a prova de sprint e a minha confiança de alcançar o pódio era grande, pois é a distância em que me sinto um pouco mais à vontade. Comecei muito forte e tentei manter um ritmo muito elevado até final, o que me permitiu alcançar o título de campeão nacional de sprint apesar de não ter feito uma prova …

Estágio grupo seleção pedestre - Marinha Grande (25/04-28/04)

Aproveitando a possibilidade de fim de semana prolongado o grupo de seleção nacional esteve mais uma vez na Marinha Grande para realizar o último estágio antes dos campeonatos nacionais e da divulgação dos convocados para o campeonato do mundo de orientação.

O estágio começou com os testes físicos e com um novo recorde pessoal aos 5000 m, 15'25''. Não foi o tempo que ambicionava e o desejo de voltar à pista em breve para voltar a tentar baixar dos 15 minutos está presente.

O estágio continuou com diversos treinos técnicos. Podem consultar a alguns desses treinos no 3D Rerun (noturna, interval-O, mass-start, distância longa).

No próximo fim de semana é o campeonato nacional de distância longa e sprint na Figueira da Foz e as expectativas são de alcançar uma medalha no escalão máximo da orientação nacional.

M

1º Etapa Campeonato Ibérico 2013 - Gouveia

Devido a ter estado sem computador cerca de 2 semanas não consegui atualizar o blog neste período de tempo. Período de tempo onde participei no Gafanhori "O" Meeting e no estágio de Páscoa do grupo de seleção nacional em Peguerinos - Espanha.

Temas que se houver oportunidade relatarei, pois este fim de semana já houve mais atividade física. A 1º etapa do Campeonato Ibérico 2013 teve como palco a barragem Vale do Rossim, em pleno parque natural da Serra da Estrela, sem deixar de parte a agradável vila de Gouveia, onde se realizou o sprint. Esta foi a minha primeira prova depois de ter feito uma micro-rotura na perna direita o que me impossibilitou de treinar alguns dias. Contudo, este fim de semana já estava quase a 100% e apenas me sentia um bocado cansado por ter retomado os treinos de grande intensidade.

Quanto as provas no seu conjunto foram, talvez, as piores da 
época até agora. Não consegui ser consistente em ritmo/navegação e desconcentração em momentos chave fizeram com q…

Grande Prémio Dr. Carlos Gradiz

Depois de 2 semanas onde apenas o treino fez parte dos meus dias voltei a competir numa prova de atletismo.

Grande Prémio Dr. Carlos Gradiz é uma prova de estrada que já participo hà muitos anos e marca a transição da chamada época de inverno para a de verão. Um excelente teste para avaliar a forma a meio da época, mas também para analisar até onde posso chegar em termos de ritmos implementados.
Da avaliação tiro que ainda posso evoluir esta época, apesar de me sentir satisfeito pelos ritmos que consigo manter sem muito sofrimento e na forma como me sinto durante o esforço.
Num percurso de 6,5 km fiz um tempo de 19'42'' (3'01''/km) o que me valeu o 2ºlugar, 7 segundos atrás do atleta do Sporting, Paulo Alves.
Resultados Juniores/Seniores Masculinos: Paulo Alves        Sporting CP  19'35''João Figueiredo  CNAlvito       19'42''Mussa Djau        Beja AC       20'10'' Resultados completos.
Para a semana é a vez de regressar às provas d…

Mértola de ouro e prata!

Uma semana após o campeonato do Alentejo em Corta-mato/Campeonato distrital de corta-mato longo foi altura de terminar a época de corta-matos disputados no distrito de Beja com o campeonato distrital de corta-mato curto absoluto.

Mértola foi o local escolhido e não desiludiu, um enquadramento perfeito com a serra e rio Guadiana permite-nos sentir bem durante a prática desportiva. Uma vila digna de acolher uma jornada de orientação!
Quanto ao percurso da prova não esteve tão bem como o seu enquadramento. Um parque de feiras apertado vez com que tivessem que existir demasiadas curvas. Se o corta-mato curto tem uma distância reduzida (4km) e normalmente um terreno mais rápido que a maioria dos percurso de corta-mato creio que a ideia é os atletas andarem mais rápido, logo as famosas curvas cotovelo prejudica claramente o espetáculo.
Mas falando da prova em si, realçar a dobradinha do CNAlvito. Vencendo a prova o meu companheiro de equipa Carlos Papacinza e eu colocado no 2ºlugar.
No rescaldo…

Plano alternativo: Campeonato do Alentejo em corta-mato

Terminado o POM, segui viagem juntamente com os colegas do grupo de seleção para o centro de estágios FPO na Marinha Grande com o propósito de descansarmos para o prova na praia do Osso da Baleia ao mesmo tempo que treinávamos com mapa.

Foi, portanto, um estágio de baixa rotação em que o importante era mesmo treinar na floresta. Prática que, infelizmente, muitos de nós não fazemos no nosso dia-a-dia de treinos.

Durante o estágio fiquei a saber que o meu clube (CN Alvito) precisava de mim para participar no corta-mato do Alentejo de modo a ter uma equipa forte que pudesse competir pelo título coletivo nos seniores masculinos.

Esta situação afastou-me do Meeting de orientação do centro/Osso da Baleia e a possibilidade de mais uma vez competir com os melhores orientistas do mundo. Confesso que não fiquei nada contente com o plano que tinham traçado para mim apesar de eu até já ter manifestado o meu desinteresse em trocar um fim de semana de orientação por uma competição de atletismo. Pois, …

Portugal "O" Meeting 2013

Já há alguns anos que cerca de 1700 pessoas passam o Carnaval sempre da mesma forma: a praticar orientação! Não nos mascaramos de algo diferente do dia-a-dia como a maioria das pessoas mas sim de algo como gostaríamos de passar mais dias por ano (orientistas).
O nosso "desfile" este ano teve lugar no agradável concelho de Idanha-a-Nova  que nos surpreendeu com bons terrenos, bons mapas e lindíssimas paisagens. O POM 2013 começou com uma distância longa que ficou marcada por um fator extra competição que me levou a perder algo tempo na prova (no ponto 16). Umas vacas de raça brava ficaram esquecidas no terreno da prova e assustaram-se ao ver tantas pessoas, resultado: uma grande dose de adrenalina para muitos atletas (e algumas marradas). Felizmente, ninguém se aleijou gravemente e a organização teve uma resposta rápida ao problema! 

Um relato do que se passou visto por Valentin Novikov (10º ranking mundial):
"- It suddenly appeared 5 meters in front of me in a green area in…

Norte Alentejano "O" Meeting (WRE) 2013

1º Dos 3 WRE que iremos ter nestas semanas em Portugal já está concluído e e agora altura de apontar baterias para o Portugal "O" Meeting que se realiza já no próximo fim de semana. Mas ainda é tempo de fazer o rescaldo do NAOM 2013.

Um exame na faculdade impossibilitou que eu participasse em ambos os dias da competição e sendo assim apenas me desloquei a Nisa para a 2º etapa que era pontuável para a Liga Mundial de Orientação.
Desde a semana que antecedeu o Natal que não praticava orientação e esse era o meu principal receio para esta prova e para as restantes que estão para vir. Este facto vez com que eu partisse um pouco receoso, mas depressa ultrapassei!
Fiz uma prova muito consistente e imprimi um bom ritmo, resultado? Um 23º lugar entre muitos atletas do top mundial, cerca de 2'30'' mais lento que o vencedor.
Como tinha escrito na mensagem anterior preciso urgentemente de uma motivação para treinar forte e focar-me na orientação e creio que este resultado e aci…

Está a chegar...

É já no próximo fim-de-semana que começa a grande jornada orientista em Portugal (NAOM2013, POM2013 e MOC2013). Se estou preparado? Confesso que não sei bem a resposta.
Nestas últimas semanas tenho treinado muito menos e tentado estudar mais, mas o meu rendimento não é satisfatório.
O fim do semestre na faculdade não está a correr como realmente desejava e isso está a afetar todo o que faço no dia-a-dia. Não tenho sido muito regular nos treinos e sinto perda de progressão na minha forma física, se queria estar muito bem no Portugal “O” Meeting acho que vou falhar esse objetivo.
Creio que a minha motivação precisa urgentemente de um objetivo concreto e ambicioso para eu não desanimar na minha preparação física. E nada melhor para arranjar motivação do que competir com os melhores atletas do mundo da orientação!
É nisso que me vou focar nos próximos fins de semanas e tentar sacudir a pressão que estou a impor a mim próprio pelo facto de não treinar como gostaria. Poderia estar melhor, é uma…

E começou 2013...

2013 começa com uma grande lição em termos desportivos para mim!

No fim de semana passado participei no campeonato distrital de estrada e retiro uma lição dessa prova para o futuro: não forçar o meu corpo quando sei que não estou em condições, parece que finalmente descobri que não sou feito de ferro ou algo parecido.
Passei a 1º semana de 2013 doente e no dia da prova ainda o estava, tinha informado o meu treinador que apenas iria participar na prova para lutar pelo título coletivo mas não estava a ser sincero comigo próprio. Ambicionava fazer uma grande corrida sem ter condições para o fazer, podia ter arranjado problemas de maior para o resto da minha preparação o que me causaria muita mágoa num futuro próximo.
Apesar de ter tido uma atitude estúpida "sobrevivi", recuperei e este fim de semana voltei a correr depois de uma boa semana de treinos.
Participei no campeonato distrital de pista inverno na prova de 3000m com o objetivo de ultrapassar finalmente a barreira dos 9 minu…