Avançar para o conteúdo principal

Lunarun – A noite passa a correr

 É este o lema que leva a Nike até ao Bairro Alto em Lisboa todas as quintas-feiras do mês de novembro. Mas o que consiste isto exatamente??

Uma pergunta que eu também colocava quando vi uma publicação no ‘’facebook’’ no intervalo do meu estudo, e ainda bem que fiz essa pausa, pois de imediato recebi uma mensagem do Paulo Fernandes, orientista que manter o clube Lebres do Sado no pelotão nacional, a convidar-me para ir participar na 2º Lunarun, argumentando que iam alguns colegas e que o vencedor ainda recebia umas sapatilhas. Apesar de muita coisa que fazer decidi aceitar, assim juntava o meu treino diário a uma experiencia!

Quando cheguei ao Largo do Chiado fiquei logo surpreendido com a multidão que ia participar no evento (muitos aliciados com a possibilidade de ganhar umas sapatilhas, outros aliciados pela pizza e bebidas oferecidas no final, outros por puro lazer).

Realizei a inscrição gratuita e recebi a explicação do que consistia a Lunarun.

Lunarun é um conceito que nasce de um trocadilho entre o nome do modelo das sapatilhas da Nike, do facto de a prova ser de noite e feita a correr (ou não!). Na partida todos os participantes recebem uma planta do centro da cidade e é ai que entra a modalidade que todos nós gostamos: a orientação. Esse mapa tem 5 pontos assinalados, sendo um deles de passagem obrigatória, os participantes tem que visitar 4 pontos em menos de 45 minutos para poderem regressar ao local de partida (como uma prova de score). Nesses pontos encontramos elementos da organização que marcam no nosso mapa que visitamos o local. Porque não é uma prova de orientação tal como conhecemos?

Orientistas presentes!

Uma pergunta pertinente mas de resposta muito simples, o objetivo do evento é fazer algo diferente de uma prova de atletismo convencional mas acessível a qualquer pessoa sem conhecimentos de orientação (muitos deles nem sabem bem se orientação é um desporto), dai haver sempre umas pistas nas costas da planta da cidade a dizer a localização exata dos pontos, tornando possível uns participantes seguirem o mapa e outros simplesmente as pistas.

Uma experiencia muito engraçada, onde até é possível andar de metro entre pontos, basta apenas ter sorte com o horário dos mesmos!

Foto dos Orientistas e futura orientista (à direita) no pódio

Em suma, uma atividade interessante que leva mais de 300 pessoas a participar, mesmo sendo pouco divulgada (apenas na pagina do facebook da Nike Running Portugal).

Vejo este evento com muito potencial para a divulgação da nossa modalidade, pois falei com algumas pessoas no final e acham muito interessante correr livremente apenas tendo que passar em determinados pontos. Não seria nada mau poder ver na próxima edição deste evento o logótipo da FPO nas plantas (ou mesmo passarem a serem mapas com a nossa simbologia). É tipo de oportunidades que não podemos desperdiçar e este tipo de eventos que temos que promover para levar a nossa modalidade para um patamar mais elevado em termos de participação!

Vencedores da noite

(Já agora referir que o facto de ganhar umas sapatilhas novas ainda tornou a noite mais especial!)

Após ganho de espumante!


M

Comentários

  1. Mega Mega !!!
    Estás em alta, continua assim !!!
    Bons treinos

    ResponderEliminar
  2. pois... esquece lá isso, Mega.. no ano passado já falei com o representante da Nike sobre isso, mas a marca não está interessada :/ broncos...

    abraço,
    João Dias

    ResponderEliminar

Publicar um comentário